Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

26 de novembro de 2010

The Spencer Davis Group - Vários Álbuns.

The Spencer Davis Group foi uma banda de pop/rock da década de 60 de Birmingham, Inglaterra. Formada por Spencer Davis com Steve Winwood e seu irmão Muff Winwood. As suas músicas mais conhecidas são "Somebody Help Me", a número um do Reino Unido "Keep on Running" (ambas compostas pelo músico reggae Jackie Edwards), "I'm a Man" e "Gimme Some Lovin", que pegou a segunda posição no Reino Unido e sétima nos EUA. 

Steve Winwood deixou a banda em 1967 para formar a banda Traffic antes de se juntar ao Blind Faith, e depois seguiu carreira solo. 

História.

The Spencer Davis Group foi formado em 1963 em Birmingham quando o guitarrista galês Spencer Davis recrutou o vocalista e organista Steve Winwood e seu irmão baixista Muff Winwood. O grupo foi completado por Pete York na bateria. Originalmente chamada como Rhythm and Blues Quartette, a banda se apresentava regularmente pela cidade. Em 1964 eles assinaram o seu primeiro contrato de gravação depois de Chris Blackwell da Island Records ver eles numa apresentação de um clube local; Blackwell também se tornou o produtor deles. Muff Winwood deu a ideia do novo nome da banda, pelo seguinte raciocínio: "Spencer era o único que gostava de fazer entrevistas, então eu apontei que se a banda se chamasse The Spencer Davis Group, o resto de nós poderiam continuar na cama e deixar ele fazendo elas". 

A primeira gravação profissional do grupo foi uma versão cover de 'Dimples", mas o sucesso veio no fim de 1965 com "Keep on Running", o primeiro single do grupo a atingir a primeira colocação. Em 1966 eles seguiram o sucesso com "Somebody Help Me" e "When I Come Home". Eles tiveram um single distribuido nos EUA em Fontana, assim como "Keep on Running" e "Somebody Help Me" no Atco, mas devido a falta de divulgação, nenhum dos três singles tiveram a radiodifusão esperada. 

Para o mercado alemão o grupo lançou "Det war in Schöneberg, im Monat Mai" e "Mädel ruck ruck ruck an meine grüne Seite" (o primeiro é de uma opereta de Berlin em 1913, o segundo é uma música tradicional da Swabian, da região sudoeste da Alemanha) como um single tributo para aquele público, já que Davis estudou no oeste de Berlin no começo de 60. 

Por volta do fim de 1966 e começo de 1967, o grupo lançou mais dois hits, "Gimme Some Lovin" e "I'm a Man". Ambos venderam mais de um milhão de cópias, e foram premiados com disco de ouro. Essas faixas provaram ser seus sucessos mais conhecidos, principalmente nos EUA (onde assinaram com a United Artists). Jimmy Miller era seu produtor. 

Em 1966 o grupo estrelou em "The Ghost Goes Gear", uma comédia musical britânica, dirigida por Hugh Gladwish, e estrelando também Sheila White e Nicholas Parsons. O enredo envolvia o grupo em uma estadia na casa de infância de seu manager, uma mansão mal-assombrada no interior da Inglaterra. Mais tarde o filme foi considerado um equívoco por Winwood. 

Em 1967, Winwood sai da banda para formar a Traffic; seu irmão Muff foi trabalhar como A&R (responsável pela pesquisa de talentos e desenvolvimento artístico dos músicos. Actua igualmente como elo entre os artistas e a gravadora) na Island Records. Em um empreendimento conjunto, a trilha sonora do filme "Here we go Round the Mulberry Bush" contou com as duas bandas, Spencer David Group e Traffic. Depois da saída dos Winwoods, a Spencer Davis Group se reagrupou com a vinda do guitarrista Phil Sawyer (ex-Les Fleur de Lys) e o tecladista/vocalista Eddie Hardin (ex-A Wild Uncertainty). Essa formação gravou diversas melodias para "Here we go Round the Mullberry Bush" e lançou o single "Time Seller" em julho de 1967; o lado B, "Don't want you no more", também teve boa difusão no rádio. 

Isso foi seguido por "Mr Second-Class" no fim de 1967, que tocou muito na Radio Caroline (naquele tempo um de dois navios de rádios piratas fora da costa britânica), e o álbum "With ther new face on" em 1968. Nessa época Ray Fenwick substituiu Phil Sawyer. A banda lançou o single "After tea", porém foi lançado na mesma época também pela banda alemã The Rattles, acontecendo competição que levou para uma temporária pausa de todas atividades da banda. A música foi originalmente gravada pelo grupo holandes After Tea, que incluia o guitarrista e cantor Ray Fenwick. 

Após mais um single ("Short Change"), Eddie Hardin e Pete York deixaram a banda para formarem a dupla Hardin & York. Eles foram substituídos pelo futuro membro da banda do Elton John, Dee Murray, no baixo e Dave Hynes na bateria, substituido em seguida por Nigel Olsson. Com essa formação eles produziram o album "Funky" em 1969 (apenas lançado nos EUA pela DATE, um sub-selo da CBS) antes da separação. 

O grupo se reuniu em 1973 com Davis, Fenwick, Hardin, York e o recém-chegado Charlie McCracken no baixo. O grupo lançou o álbum Gluggo (1973) e Living in a Back Street (1974) antes de mais uma dissolução. 

Davis continuou trabalhando, produzindo alguns álbuns mais voltados ao jazz no fim dos anos 70 e começo dos 80. 

A banda se reagrupo em 2006, embora somente Davis e Hardin são da formação da década de 60. 

A partir de 2010, The Spencer Davis Group faz tours pelos EUA e Europa, mas com duas diferentes formações, com apenas o próprio Spencer Davis presente em ambas as formações. 

Influência.

The Spencer Davis Group, particularmente na época com Steve Winwood, provou ser influente, com várias músicas da banda sendo regravadas por outros artistas com o passar dos anos. Exemplos notáveis são a versão de 1969 de Chicago de "I'm a Man"; a de The Allman Brothers Band de 1969 que usa o instrumental de "Don't Want You no More"; a gravação de 1970 da banda Three Dog Night da música "Can't Get Enough of it"; e a versão da The Blue Brothers de 1980 de "Gimme Some Lovin". The Grateful Dead também tocou material da banda ao vivo em certa ocasião, e o próprio Spencer Davis se apresentou com eles em 1989 tocando "I'm a Man" no Los Angeles Great Western Forum. Texto: Wikipédia. Traduzido por: Claudemir Padilha Júnior.

Integrantes.

Ultima Formação.

Eddie Hardin (Vocais, Teclas)
Steff Porzel (Bateria)
Colin Hodgkinson (Vocais, Baixo)
Miller Anderson (Vocais, Guitarra)
Spencer Davis (Vocais, Guitarra)

Ex-Integrantes.

Stevie Winwood (Vocais, Teclas)
Muff Winwood (Baixo)
Peter York (Bateria)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

Beat With Soul (1965)
01. Look Away
02. Please Do Something
03. Keep On Running
04. Strong Love
05. Georgia On My Mind
06. S.ittin’ And Thinkin’
07. My Babe
08. This Hammer
09. Dimples
10. Midnight Train
11. Every Little Bit Hurts
12. I’m Blue (Gong Gong Song) 
13. I Can’t Stand It 

Link.

Their First LP (1965)
01. My Babe
02. Dimples
03. Searchin’
04. Every Little Bit Hurts
05. I’m Blue (Gong Gong Song) 
06. Sittin’ And Thinkin’
07. I Can’t Stand It
08. Here Right Now
09. Jump Back
10. It’s Gonna Work Out Fine
11. Midnight Train
12. It Hurts Me So
Bonus Tracks.
13. She Put The Hurt On Me
14. I’m Getting Better
15. I’ll Drown In My Own Tears
16. Goodbye Stevie
17. My Babe (Us Version) 
18. Searchin’ (Us Version) 
19. Every Little Bit Hurts (Us Version) 
20. Midnight Train (Us Version) 
21. Incense (As The Anglos) 


The Second Album (1966)
01. Look Away
02. Keep On Running
03. This Hammer
04. Georgia On My Mind
05. Please Do Something
06. Let Me Down Easy
07. Strong Love
08. I Washed My Hands In Muddy Water
09. Since I Met You Baby
10. You Must Believe Me
11. Hey Darling
12. Watch Your Step
Bonus Tracks.
13. Stevie’s Blues
14. Trampoline
15. Back Into My Life Again
16. Kansas City
17. Oh! Pretty Woman
18. Det War In Schoneberg
19. Stevie’s Groove
20. Stevie’s Blues (Us Version) 


Autumn ‘ 66 (1966)
01. Together Till The End Of Time
02. Take This Hurt Off Me
03. Nobody Knows You When You’re Down And Out
04. Midnight Special
05. When A Man Loves A Woman
06. When I Come Home
07. Mean Woman Blues
08. Dust My Blues
09. On The Green Light
10. Neighbor Neighbor
11. High Time Baby
12. Somebody Help Me 


I’m a Man (1967)
01. I’m a Man
02. Every Little Bit Hurts
03. Searchin’
04. I Can’t Stand It
05. Dimples
06. Look Away
07. Georgia on My Mind
08. My Babe
09. I Can’t Get Enough of It
10. On the Green Light
11. Stevie’s Blues
12. Midnight Train
Bonus Tracks.
13. Watch Your Step
14. You Must Believe Me
15. Strong Love
16. Hey Darling
17. Waltz for Lumumba
18. Please Do Something
19. Let Me Down Easy
20. Stevie’s Groove 


Gimme Some Lovin’ (1967)
01. Gimme Some Lovin’
02. Keep On Runnin’
03. This Hammer
04. Nobody Knows You When You’re Down And Out
05. When I Come Home
06. It Hurts Me So
07. Somebody Help Me
08. Midnight Special
09. Here Right Now
10. Trampoline
11. Sittin’ And Thinkin’
12. Goodbye Stevie 


With Their New Face On (1968)
01. With His New Face On
02. Second Class
03. Alex In Transitland
04. Sanity Inspector
05. Feel Your Way
06. Morning Sun
07. Moonshine
08. Don’t Want You No More
09. Time Seller
10. Stop Me, I’m Falling 


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

4 comentários :

  1. Hello! Wonderful beat group. I am in a delight.Enormous to you thank you!!! Alex

    ResponderExcluir
  2. Cara, agradeço a Deus todos os dias por você e sua boa vontade de manter este blog exitirem.
    Obrigado!!
    It´s only rock'n roll!

    ResponderExcluir
  3. Quem quiser conhecer as origens de Steve Winwood não pode deixar de ouvir esta banda. O Alex não quer deixar pontas soltas (pelo menos neste caso!). Obrigado por mais esta discografia. Deus te proteja.

    ResponderExcluir
  4. Uma de minhas bandas prediletas, a sonoridade dessa banda é singular.

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.