Please enable / Bitte aktiviere JavaScript!
Veuillez activer / Por favor activa el Javascript![ ? ]

7 de julho de 2011

W.A.S.P - Discografia.

W.A.S.P. é uma banda de heavy metal da Califórnia, Estados Unidos. A banda surgiu no início dos anos 1980, mais precisamente em 1982, tendo como fundador o vocalista Blackie Lawless. 

O acrônimo "W.A.S.P." é uma das maiores polêmicas em torno da banda, que em inglês é entendido como "White Anglo-Saxon Protestant", que significa "Branco, Anglo-Saxão e Protestante", foi reinterpretado pelos membros do grupo para que significasse "We Are Sexual Perverts", que traduzindo para o português significa "Nós somos pervertidos sexuais". W.A.S.P. é célebre pelos espetáculos muito característicos, que por muitas vezes apresentam números cruentos, no mesmo estilo dos encenados por Alice Cooper, um dos pioneiros deste tipo de show. Também possui similaridades com grupos como Lizzy Borden e Twisted Sister. 

A canção "I Wanna Be Somebody" foi o single de maior sucesso do disco de estreia do W.A.S.P. e chegou ao número 84 na lista das "100 Maiores Canções de Hard Rock de Todos os Tempos" do canal VH1. Estima-se que a banda, em três décadas de carreira, tenha vendido mais de 12 milhões de cópias dos seus álbuns em todo o mundo. 

História.

Início (1982-1985)

O W.A.S.P. começou após o término do Circus Circus, uma banda de Los Angeles que possuía Blackie Lawless e Randy Piper. A formação original do W.A.S.P. foi formada em Los Angeles, Califórnia, em 1982 por Lawless (vocal e guitarra rítmica), Randy Piper (guitarra solo), Rik Fox (contra baixo), e Tony Richards (bateria). A banda ganhou destaque imediato por suas apresentações teatrais e pra lá de chocantes. Lawless era conhecido por amarrar modelos semi nuas e simulava tortura e degolamentos, e também por lançar carne crua na plateia. Ainda em 1982 a banda lançou seu primeiro single, intitulado "Animal (F*ck Like A Beast)", e tanto a letra quanto arte gráfica causaram espanto e controvérsia. 

A primeira formação não durou muito tempo, Rik Fox foi demitido e se juntou à banda Steeler, com o vocalista Ron Keel e guitarrista Yngwie Malmsteen. Ele foi substituído por Don Costa. Pouco depois, Don Costa também deixou a banda e sua posição no baixo foi preenchida pelo próprio Lawless. Ao mesmo tempo, o guitarrista Chris Holmes também entrou para a banda. 

O W.A.S.P. assinou um contrato com a Capitol Records em 1983 e assim lançaram seu álbum de estreia, "W.A.S.P.", lançado em 17 de agosto de 1984, recheado de clássicos como "On Your Knees", "Sleeping (In The Fire)", "Hellion", "I Wanna Be Somebody" e "L.O.V.E Machine", todas ainda presentes em apresentações da banda. O primeiro single, "Animal (F*ck Like A Beast)" não fez parte do álbum nos Estados Unidos, pela sua letra explícita, o que causaria a censura do álbum em diversas lojas. No entanto, foi lançado por um selo independente ainda no mesmo ano. 

Pouco depois a banda fez uma aparição no filme de 1984 "The Dungeonmaster." 

"Love Machine" e "I Wanna Be Somebody" ajudaram o álbum a alcançar a modesta posição 60 na Billboard, rendendo uma turnê pelos EUA e a veiculação dos clipes das músicas citadas. Na mesma época foi escrita também "Blind In Texas", porém a canção só foi lançada no próximo álbum da banda, "The Last Command", em 9 de novembro de 1985. The Last Command marcou algumas mudanças no line-up, com Steve Riley (ex-Steppenwolf, ex-Keel) substituindo Tony Richards na bateria. Este fora expulso pelos seus problemas com drogas.

Steve substituiu Tony Richards no início da turnê de 1984-1985. The Last Command é um dos álbuns mais vendidos do W.A.S.P., atingindo a posição 47 nos charts da Billboard. "Blind In Texas" é, talvez, a música mais conhecida da banda, sendo ainda tocada em todos os shows. Músicas como "Wild Child" e "Sex Drive" também caíram no gosto dos fãs. 

Após a turnê do The Last Command, o guitarrista Randy Piper deixou a banda por motivos pessoais. O ex-baixista do King Kobra, Johnny Rod, juntou-se ao W.A.S.P., e Lawless voltou a tocar guitarra rítmica. 

1986-1988.

Com a formação estabilizada, o W.A.S.P. foi ao estúdio para gravar seu terceiro álbum, intitulado "Inside the Electric Circus". Foi lançado em 08 de novembro de 1986. O álbum fez um grande sucesso entre os fãs. Os críticos, por outro lado, criticaram o álbum, taxando-o de repetitivo e demasiadamente comercial. Canções como "Shoot From The Hip", "I Don't Need No Doctor" (cover de Ray Charles) e o hit single "95-Nasty" se tornaram bastante populares, e abriram um possível significado para o verdadeiro significado da sigla, "We Are Sexual Perverts" (W.A.S.P). No entanto, o próprio Blackie Lawless, conhecido por ser um grande crítico de seu próprio trabalho, chegou a afirmar que Inside the Eletric Circus foi o pior álbum que já gravou com o W.A.S.P, afirmando ser "um álbum cansado lançado por uma banda cansada". Em última análise, o single "95-Nasty" não obteve o sucesso esperado, o que fez a banda entrar em hiato e Lawless reconsiderou a direção criativa da banda. 

O W.A.S.P. tornou-se alvo muito importante da Parents Music Resource Center (PMRC), uma organização liderada por Tipper Gore e que lutava contra qualquer tipo de música que possuísse conteúdo explícito, seja ele sobre violência ou sexual. Isso representou um verdadeiro desastre para o W.A.S.P., a ponto de que as casas de show em que a banda se apresentaria estavam recebendo ameaças de bombas, e os membros estavam recebendo ameaças de morte. Blackie Lawless foi baleado duas vezes em 1987 (embora não tenha sido acertado). No entanto, todos esses acontecimentos geraram ainda mais publicidade e os álbuns da banda dispararam em vendas. 

Em 1987, a canção "Scream Until You Like It" foi incluída na trilha sonora do filmes "Ghoulies 2". No mesmo ano, alguns shows da turnê do Inside the Electric Circus foram gravadas e em 27 de novembro de 1987, numa casa de shows em Long Beach (e o único lugar que estava isento de ameaças de bombas, segundo Lawless), foi lançado o primeiro álbum ao vivo da banda, "Live...In the Raw". Duas músicas foram compostas exclusivamente para esse show: "The Manimal" e "Harder Faster" (esta continha referências diretas a Tipper Gore e a PMRC). Infelizmente, Steve Riley acabou deixando a banda para se juntar ao L.A Guns, e foi substituído temporariamente por um baterista até então desconhecido, chamado Chad Nelson. Com apenas 18 anos, Glenn Soderling se juntou à banda depois, mas não tocou em nenhum show devido a uma doença que pegara Chris Holmes, e foi finalmente substituído por Kelly Martella. 

O quarto álbum de estúdio do W.A.S.P., "The Headless Children", foi lançado em 15 de abril de 1989 e foi o primeiro álbum sem nenhuma música com conteúdo sexual explícito. Na época, foi também o primeiro álbum a vender bastante mal, atingindo a posição 48 na Billboard 200, mas durou pouco tempo por lá. No entanto, The Headless Children foi considerado o melhor álbum do W.A.S.P. até aquele momento por críticos e fãs. De acordo com uma recente entrevista com Lawless, com o passar do tempo, o álbum foi crescendo e rapidamente chegou a disco de ouro, se tornando também o álbum mais vendido do W.A.S.P até hoje. A bateria foi gravada pelo ex-baterista do Quiet Riot, Frankie Banali. A balada "Forever Free" e o cover de The Who, "The Real Me" são as músicas mais conhecidas desse álbum e tocadas ao vivo até hoje. 

1989-Presente.

Chris Holmes deixou a banda em agosto de 1989, afirmando que ele queria "se divertir, você sabe". Lawless respondeu com uma observação sobre o fato de que "alguns caras querem ficar em casa e usar aventais", insinuando sobre a relação Chris Holmes com sua nova esposa Lita Ford. A banda se separou efetivamente alguns meses depois, com Blackie Lawless embarcando numa carreira solo de curta duração. Blackie começou a trabalhar em seu seu álbum solo, viajou por diversos países para conseguir inspiração e compor novas músicas, mas sob pressão da gravadora e dos fãs, ele lançou-o como um álbum do W.A.S.P. Contando com Bob Kullick nas guitarras, e a bateria gravada por Stet Howland e Frankie Banali, é lançado então, o espetacular "The Crimson Idol", amplamente aclamado por fãs e críticos, e a posição de 47 nos charts da Billboard. É considerado até hoje um dos melhores álbuns conceituais da história do Rock. O álbum não obteve turnê de divulgação, apenas algumas poucas apresentações, como no Monsters of Rock (Donnington), em 1992. Músicas como "Hold On To My Heart", "The Idol", "Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue)" e "The Great Misconceptions Of Me" mostram Blackie Lawless em seu apogeu como músico, letrista e compositor, sendo considerados clássicos absolutos da banda. 

O line-up de "The Crimson Idol" foi mantido para a gravação de "Still Not Black Enough" (1995), com canções mais introspectivas e sobras do álbum anterior. Desta vez, ao invés de se esconder atrás do seu alter ego "Jonathan Steele" (protagonista da história do "The Crimson Idol"), Lawless falou diretamente ao público sobre seus próprios sentimentos (como indicado no encarte do álbum). Embora não possua um conceito definido, as letras ainda exploraram temas semelhantes as do The Crimson Idol: as pressões da fama e da sociedade, e a busca por amor. Canções como "Rock And Roll To Death" e a balada "Breathe" são algumas das mais conhecidas do álbum. 

Chris Holmes voltou a W.A.S.P. em 1996 após divorciar-se de Lita Ford, e com ele foram lançados "Kill Fuck Die" (1997) e "Helldorado" (1999). Ele também gravou dois álbuns ao vivo na turnê de ambos os álbuns, "Double Live Assassins" (1998) e "The Sting" (2001), respectivamente. "The Sting" foi retirado diretamente de um webcast, uma apresentação transmitida ao vivo pela internet. Lawless afirma não gostar do álbum, por ter qualidade sonora e visual abaixo do esperado. 

A banda lançou o álbum "Unholy Terror" em 2001. Chris Holmes deixou a banda mais uma vez em 2002, afirmando que ele queria "tocar blues". Ele juntou-se a seu ex-colega de banda Randy Piper, em sua banda Randy Piper'Animal, mas logo desistiu desse projeto também. Holmes, por sua vez, afirmou que ele nunca tocou em Unholy Terror. 

"Dying for the World", lançado em 2002, foi escrito e gravado em menos de um ano, o que é muito rápido para os padrões perfeccionistas de Lawless. Seu encarte apresenta uma das declarações mais fortes Lawless, inspirada pelos ataques terroristas do 11 de Setembro. 

Em abril de 2004, W.A.S.P. lançou a primeira parte do "The Neon God", com o subtítulo de "The Rise", um álbum conceitual sobre um órfão que fora abusado sexualmente por uma freira, e este descobre que ele tem a capacidade manipular as pessoas através da religião, tornando-se um falso Messias. A segunda parte, The Demise, foi lançado em setembro de 2004. O álbum foi bastante aclamado por fãs e críticas e durante sua turnê, a banda aportou pela primeira vez no Brasil em 2005. A música "Never Say Die!" ganhou um videoclipe, o primeiro da banda desde "Black Forever" (1995). 

No início de 2006, mais alterações no Line-up, entrando na banda o baterista Mike Dupke e o guitarrista Doug Blair, substituindo Darrell Roberts que entrou para o Five Finger Death Punch. Um novo álbum foi planejado para ser lançado em outubro de 2006, de acordo com uma declaração feita por Blackie Lawless em uma parada da turnê em Kavarna. Ele então passou a tocar uma nova música do álbum, intitulada Mercy. Algumas semanas mais tarde, o lançamento do álbum foi adiado para abril de 2007, revelando dois covers para serem usados como faixas bônus. Revelado o título do álbum, "Dominator" foi lançado em 16 de abril no Reino Unido, 20 de abril na Escandinávia e no resto da Europa continental no dia 27 de abril. As datas de lançamento para a América do Sul e Rússia foram no dia 1°de maio, e a banda saiu em turnê. "Dominator" chegou ao número 72 nas paradas da Alemanha. 

Em 2009, o W.A.S.P lançou mais um álbum, intitulado "Babylon" via Demolition Records. 

Blackie Lawless, em entrevistas recentes, alegou que ele nunca mais vai tocar a música "Animal (F*ck Like A Beast)", devido às suas crenças religiosas. 

O W.A.S.P. recentemente gravou seu décimo quinto e mais recente álbum de estúdio, intitulado Golgotha e lançado em outubro de 2015. Ainda antes do lançamento, Mike Dupke deixou a banda. Texto: Wikipédia. 

Integrantes.

Atuais.

Blackie Lawless (Vocal, Guitarra Base, Baixo, Bateria, Teclados, desde 1982)
Doug Blair (Guitarra Solo, Backing Vocals, 1992, 2001, desde 2006)
Mike Duda (Baixo, Backing Vocals, desde 1995)
Randy Black (Bateria, desde 2015)

Ex-Integrantes.

Randy Piper (Guitarra, 1982-1986)
Tony Richards (Bateria, 1982-1984)
Rik Fox (Baixo, 1982)
Don Costa (Baixo, 1982)
Chris Holmes (Guitarra, 1983-1990, 1996-2001)
Steve Riley (Bateria, 1984-1987)
Johnny Rod (Baixo, 1986–1989, 1992-1993)
Glen Soderling (Bateria, 1987)
Kelly Martella (Bateria, 1988-1989)
Frankie Banali (Bateria & Percussão, 1989-1990, 1992, 1995, 2001, 2004)
Stet Howland (Bateria, 1991-2005)
Bob Kulick (Guitarra Solo, 1991-1995)
Mark Josephson (Violino, 1993)
Darrell Roberts (Guitarra, 2002-2005)
Mike Dupke (Bateria, 2006-2015)

Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro


Álbuns.

W.A.S.P. (1984)
 
01. Animal (Fuck Like a Beast) (3:08)
02. I Wanna Be Somebody (3:43)
03. L.O.V.E. Machine (3:52)
04. The Flame (3:42)
05. B.A.D. (3:56)
06. School Daze (3:35)
07. Hellion (3:39)
08. Sleeping (In The Fire) (3:56)
09. On Your Knees (3:49)
10. Tormentor (4:11)
11. The Torture Never Stops (3:56)
Bonus Tracks.
12. Show No Mercy (3:48)
13. Paint It Black (Rolling Stones Cover) (3:28)


The Last Command (1985)
 
01. Wild Child (5:13)
02. Ballcrusher (3:26)
03. Fistful Of Diamonds (4:16)
04. Jack Action (4:17)
05. Widowmaker (5:18)
06. Blind In Texas (4:21)
07. Cries In The Night (3:42)
08. The Last Command (4:10)
09. Running Wild In The Streets (3:30)
10. Sex Drive (3:12)
Bonus Tracks.
11. Mississippi Queen (Mountain Cover) (3:22)
12. Savage (3:33)
13. On Your Knees (Live) (4:39)
14. Hellion (Live) (4:45)
15. Sleeping (In The Fire) (Live) (5:45)
16. Animal (Fuck Like A Beast) (Live) (4:38)
17. I Wanna Be Somebody (Live) (5:54)


Inside The Electric Circus (1986)
 
01. The Big Welcome (1:22)
02. Inside The Electric Circus (3:33)
03. I Don't Need No Doctor (Ray Charles Cover) (3:26)
04. 9.5.-N.A.S.T.Y. (4:48)
05. Restless Gypsy (4:59)
06. Shoot From The Hip (4:38)
07. I'm Alive (4:22)
08. Easy Living (Uriah Heep Cover) (3:12)
09. Sweet Cheetah (5:15)
10. Mantronic (4:10)
11. King Of Sodom And Gomorrah (3:51)
12. The Rock Rolls On (3:52)
Bonus Tracks.
13. Flesh And Fire (7' B-Side) (4:38)
14. D.B. Blues (12' B-Side) (3:24)


Live...In The Raw (1987)
 
01. Inside The Electric Circus (4:31)
02. I Don't Need No Doctor (3:35)
03. L.O.V.E. Machine (4:32)
04. Wild Child (6:02)
05. 9.5.-N.A.S.T.Y. (5:11)
06. Sleeping (In The Fire) (5:23)
07. The Manimal (4:44)
08. I Wanna Be Somebody (6:42)
09. Harder Faster (7:20)
10. Blind In Texas (5:39)
11. Scream Until You Like It (Theme from ''Ghoulies II'') (3:26)


The Headless Children (1989)
 
01. The Heretic (The Lost Child) (7:23)
02. The Real Me (The Who Cover) (3:20)
03. The Headless Children (5:46)
04. Thunderhead (6:50)
05. Mean Man (4:48)
06. The Neutron Bomber (4:10)
07. Mephisto Waltz (1:28)
08. Forever Free (5:09)
09. Maneater (4:47)
10. Rebel In The F.D.G. (5:08)
Bonus Tracks.
11. Locomotive Breath (Jethro Tull Cover) (3:00)
12. For Whom The Bell Tolls (3:48)
13. Lake Of Fools (5:33)
14. War Cry (5:35)
15. L.O.V.E. Machine (Live At Hammersmith '89) (4:48)
16. Blind In Texas (Live At Hammersmith '89) (6:53)


The Crimson Idol (1992)
 
CD 1.

01. The Titanic Overture (3:32)
02. The Invisible Boy (5:13)
03. Arena Of Pleasure (4:15)
04. Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue) (8:45)
05. The Gypsy Meets The Boy (4:16)
06. Doctor Rockter (3:54)
07. I Am One (5:25)
08. The Idol (8:40)
09. Hold On To My Heart (4:22)
10. The Great Misconceptions Of Me (9:47)
11. The Story Of Jonathan-Prologues To The Crimson Idol (Bonus Track) (16:38)

CD 2: Bonus.

01. Phantoms In The Mirror (4:36)
02. The Eulogy (4:17)
03. When The Levee Breaks (Led Zeppelin Cover) (7:07)
04. The Idol (Acoustic, Live) (4:36)
05. Hold On To My Heart (Acoustic, Live) (4:23)
06. I Am One (Live, Donnington 1992) (4:59)
07. Wild Child (Live, Donnington 1992) (5:54)
08. Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue Live, Donnington 1992) (8:24)
09. I Wanna Be Somebody (Live, Donnington 1992) (6:14)
10. The Invisible Boy (Live, Donnington 1992) (4:16)
11. The Real Me (The Who Cover, Live, Donnington 1992) (3:42)
12. The Great Misconceptions Of Me (Live, Donnington 1992) (9:45)


First Blood... Last Cuts (Coletânea 1993)
 
01. Animal (Fuck Like A Beast) (3:06)
02. L.O.V.E. Machine (Remix) (3:53)
03. I Wanna Be Somebody (Remix) (3:36)
04. On Your Knees (3:48)
05. Blind In Texas (Remix) (4:22)
06. Wild Child (Remix) (5:10)
07. I Don't Need No Doctor (Remix) (3:28)
08. The Real Me (3:20)
09. The Headless Children (5:48)
10. Mean Man (4:52)
11. Forever Free (5:10)
12. Chainsaw Charlie (7:50)
13. The Idol (8:41)
14. Sunset And Babylon (3:34)
15. Hold On To My Heart (4:24)
16. Rock And Roll To Death (3:48)


Still Not Black Enough (1995)
 
01. Still Not Black Enough (4:03)
02. Somebody To Love (Jefferson Airplane Cover) (2:51)
03. Black Forever (3:18)
04. Scared To Death (5:03)
05. Goodbye America (4:46)
06. Tie Your Mother Down (Queen Cover) (3:40)
07. Keep Holding On (4:05)
08. Rock And Roll To Death (3:45)
09. Breathe (3:45)
10. I Can't (3:08)
11. No Way Out Of Here (3:41)


Kill Fuck Die (1997)
 
01. Kill Fuck Die (4:20)
02. Take The Addiction (3:41)
03. My Tortured Eyes (4:03)
04. Killahead (4:08)
05. Tokyo's On Fire (3:34)
06. Kill Your Pretty Face (5:50)
07. Wicked Love (4:36)
08. U (5:10)
09. The Horror (8:27)


Double Live Assassins (1998)
 
CD 1.

01. The Medley (11:33):
On Your Knees
I Don't Need No Doctor
Helion
Chainsaw Charlie)

02. Wild Child (6:03)
03. Animal (Fuck Like A Beast) (4:13)
04. L.O.V.E. Machine (4:16)
05. Killahead (3:51)
06. I Wanna Be Somebody (6:27)
07. U (5:34)
08. The Real Me (3:37)
09. Kill Your Pretty Face (6:34)
10. The Horror (9:11)

CD 2.

01. Blind In Texas (5:35)
02. The Headless Children (5:46)
03. The Idol (6:14)
04. Crimson Idol Medley (10:37)
05. Little Death (4:17)
06. Mean Man / Rock 'N' Roll To Death (7:44)


Helldorado (1999)
 
01. Drive By (0:55)
02. Helldorado (5:06)
03. Don't Cry (Just Suck) (4:17)
04. Damnation Angels (6:27)
05. Dirty Balls (5:19)
06. High On The Flames (4:12)
07. Cocaine Cowboy (3:58)
08. Can't Die Tonight (4:04)
09. Saturday Night Cockfight (3:21)
Bonus Tracks.
10. Hot Rods To Hell (Helldorado Reprise) (4:15)
11. Don't Cry (Just Suck) (Karaoke Mix) (4:26)
12. Dirty Balls (Karaoke Mix) (5:36)


Golden Ballads (Bootleg 1999)
 
01. Mephisto Waltz (1:29)
02. Forever Free (5:10)
03. For Whom The Bell Tolls (3:49)
04. Lake Of Fools (5:32)
05. Sleeping (In The Fine) (3:57)
06. D.B. Blues (3:24)
07. Cries In The Night (3:43)
08. Keep Holding On (4:06)
09. Breathe (3:46)
10. Damation Agels (6:29)
11. My Tortured Eyes (4:04)


The Best Of The Best (1984-2000)
 
01. Saturday Night's Alright For Fighting (4:45)
02. Animal (Fuck Like A Beast) (3:07)
03. I Wanna Be Somebody (3:43)
04. L.O.V.E. Machine (3:52)
05. On Your Knees (3:47)
06. Show No Mercy (3:38)
07. Blind In Texas (4:22)
08. Wild Child (5:12)
09. Sex Drive (3:02)
10. 9-5 N.A.S.T.Y. (4:47)
11. Mean Man (4:48)
12. Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue) (7:47)
13. Unreal (3:19)
14. Helldorado (5:06)
15. Dirty Balls (5:20)


The Sting: Live At The Key Club L.A. (2000)
 
01. Helldorado (3:20)
02. Inside The Electric Circus (1:45)
03. Chainsaw Charlie (Murders In The Rue Morgue) (5:48)
04. Wild Child (6:53)
05. L.O.V.E. Machine (6:14)
06. Animal (Fuck Like A Beast) (5:16)
07. Sleeping (In The Fire) (6:24)
08. Damnation Angels (5:59)
09. Dirty Balls (5:05)
10. The Real Me (4:03)
11. I Wanna Be Somebody (8:24)
12. Blind In Texas (6:48)


Unholy Terror (2001)
 
01. Let It Roar (4:41)
02. Hate To Love Me (4:08)
03. Loco Motive Man (6:02)
04. Unholy Terror (2:01)
05. Charisma (5:26)
06. Who Slayed Baby Jane? (4:54)
07. Euphoria (3:20)
08. Raven Heart (3:45)
09. Evermore (6:10)
10. Wasted White Boys (6:50)
11. Hate To Love Me (Karaoke Mix) (4:13)


Dying For The World (2002)
 
01. Shadow Man (5:35)
02. My Wicked Heart (5:38)
03. Black Bone Torso (2:16)
04. Hell For Eternity (4:38)
05. Hallowed Ground (5:54)
06. Revengeance (5:21)
07. Trail Of Tears (5:51)
08. Stone Cold Killers (4:57)
09. Rubber Man (4:26)

Bonus Tracks.
10. Hallowed Ground (Take #5: Acoustic) (6:09)
11. Revengeance (Karaoke Version) (5:22)
12. Trail Of Tears (Take #1) (5:04)
13. Hallowed Ground (Take #2) (5:19)


The Neon God Part 1: The Rise (2004)
 
01. Overture (3:33)
02. Why Am I Here (0:35)
03. Wishing Well (3:34)
04. Sister Sadie (And The Black Habits) (7:42)
05. The Rise (2:29)
06. Why Am I Nothing (0:58)
07. Asylum #9 (6:18)
08. The Red Room Of The Rising Sun (4:41)
09. What I'll Never Find (6:02)
10. Someone To Love Me (0:51)
11. X.T.C. Riders (4:34)
12. Me & The Devil (0:53)
13. The Running Man (4:19)
14. The Raging Storm (5:46)


The Neon God Part 2: The Demise (2004)
 
01. Never Say Die (4:40)
02. Resurrector (4:25)
03. The Demise (4:01)
04. Clockwork Mary (4:19)
05. Tear Down The Walls (3:40)
06. Come Back To Black (4:49)
07. All My Life (2:35)
08. Destinies To Come (Neon Dion) (4:35)
09. The Last Redemption (13:39)


Dominator (2007)
 
01. Mercy (4:49)
02. Long, Long Way To Go (3:16)
03. Take Me Up (4:34)
04. The Burning Man (4:39)
05. Heaven's Hung In Black (7:14)
06. Heaven's Blessed (5:22)
07. Teacher (5:01)
08. Heaven's Hung In Black - Reprise (3:14)
09. Deal With The Devil (5:18)


The Best Of The Best (2007)
 
CD 1.

01. Animal (Fuck Like a Beast) (3:08)
02. I Wanna Be Somebody (3:44)
03. Show No Mercy (3:38)
04. L.O.V.E. Machine (3:52)
05. Hellion (3:40)
06. Sleeping (In the Fire) (3:56)
07. Wild Child (5:13)
08. Ballcrusher (3:27)
09. Blind in Texas (4:22)
10. Sex Drive (3:02)
11. I Don't Need No Doctor (3:27)
12. 9.5. - N.A.S.T.Y. (4:48)
13. Restless Gypsy (5:00)
14. King of Sodom and Gomorrah (3:50)
15. Scream Until You Like It (3:24)
16. Harder, Faster (7:30)
17. Mean Man (4:48)
18. The Real Me (3:22)

CD 2.

01. The Headless Children (5:48)
02. Forever Free (5:09)
03. Locomotive Breath (3:00)
04. Titanic Overture (3:31)
05. The Invisible Boy (5:14)
06. Chainsaw Charlie (Murders in the New Morgue) (8:42)
07. Hold on to My Heart (4:21)
08. The Great Misconception of Me (9:45)
09. When the Levee Breaks (7:06)
10. Helldorado (5:06)
11. Damnation Angels (6:27)
12. Dirty Balls (5:19)
13. Cocaine Cowboys (3:59)
14. Saturday Night's Alright for Fighting (4:46)


Babylon (2009)
 
01. Crazy (5:10)
02. Live To Die Another Day (4:41)
03. Babylon's Burning (5:01)
04. Burn (Deep Purple Cover) (4:51)
05. Into The Fire (5:54)
06. Thunder Red (4:21)
07. Seas Of Fire (4:34)
08. Godless Run (5:43)
09. Promised Land (Chuck Berry Cover) (3:15)


Golgotha (2015)
 
01. Scream (4:57)
02. Last Runaway (5:20)
03. Shotgun (6:08)
04. Miss You (7:42)
05. Fallen Under (4:57)
06. Slaves Of The New World Order (7:45)
07. Eyes Of My Maker (5:01)
08. Hero Of The World (4:52)
09. Golgotha (7:39)
10. Shotgun (Alternative Version) (5:03)

Link.

Singles.

Animal: Fuck Like A Beast (1985)
 
01. Animal (Fuck Like A Beast) (3:08)
02. Show No Mercy (3:40)

Live... Animal (1987)
 
01. Live Animal (F**k Like A Beast) (5:35)
02. Hellion (4:50)
03. Mississippi Queen (3:23)

Live Animal: Fuck Like A Beast (1988)
 
01. Live Animal (F**k Like a Beast) (5:35)
02. Animal (F**k Like a Beast) (3:10)
03. D.B. Blues (3:23)

Forever Free (1989)
 
01. Forever Free (Eagle Edit) (4:21)
02. L.O.V.E. Machine (Live) (4:50)
03. Blind In Texas (Live) (6:54)

Mean Man (1989)
 
01. Mean Man (4:57)
02. Locomotive Breath (3:06)
03. For Whom The Bell Tolls (3:48)

The Real Me (1989)
 
01. The Real Me (3:22)
02. Lake of Fools (5:32)
03. War Cry (5:31)

Animal: Fuck Like A Beast (1990)
 
01. Animal (F**K Like A Beast) (3:08)
02. Show No Mercy (3:39)
03. Animal (F**K Like A Beast) (Live) (5:34)
04. Hellion (Live) (4:50)
05. Mississippi Queen (3:22)

Chainsaw Charlie: Murders In The New Morgue (1992)
 
01. Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue) (Sawn Off Edit) (4:46)
02. Phantoms In The Mirror (4:36)
03. The Story Of Jonathan Pt. 1 (Prologue To The Crimson Idol) (8:59)

Hold On (1992)
 
01. Hold On (4:23)

Hold On To My Heart (1992)
 
01. Hold On To My Heart (4:12)
02. When The Levee Breaks (7:12)
03. The Idol (Live Acoustic) (4:35)
04. Hold On To My Heart (Live Acoustic) (4:23)


I Am One (1992)
 
01. I Am One (5:26)
02. The Invisible Boy (Live) (4:19)
03. The Real Me (Live) (3:56)
04. The Great Misconception Of Me (Live) (9:40)

The Idol (1992)
 
01. The Idol (Crimson Edit) (4:05)
02. The Eulogy (4:19)
03. The Story Of Jonathan Pt. 2 (Prologue To The Crimson Idol) (8:06)

The Story Of Jonathan Part I & II: Prologue to 'The Crimson Idol (1992)
 
01. The Story Of Jonathan Part I (8:57)
02. The Story Of Jonathan Part II (8:05)

Sunset & Babylon (1993)
 
01. Sunset & Babylon (3:29)
02. Animal (F**K Like A Beast) (Original Demo) (3:36)
03. Sleeping In The Fire (Original Demo) (3:48)
04. I Wanna Be Somebody (Original Demo) (3:54)

Black Forever (1995)
 
01. Black Forever (3:21)
02. Goodbye America (4:49)
03. Skin Walker (4:03)
04. One Tribe (5:01)

Black Forever: Goodbye America (1995)
 
01. Black Forever (3:21)
02. Goodbye America (4:49)
03. Long Way To The Top (4:36)
04. Whole Lotta Rosie (4:00)

Kill Fuck Die (1997)
 
01. Kill Fuck Die (4:21)

To Die For (1998)
 
01. I Wanna Be Somebody (3:47)
02. Wild Child (5:14)
03. 9.5.-Nasty (4:49)
04. The Real Me (3:23)
05. Chainsaw Charlie (Murders In The New Morgue) (8:44)
06. L.O.V.E. Machine (4:30)

Helldorado (1999)
 
01. Helldorado Intro (0:57)
02. Helldorado (5:07)
03. Damnations Angels (5:55)
04. Dirty Balls (5:25)
05. High On The Flames (4:22)

Shadow Man (2002)
 
01. Shadow Man (5:36)

3 Song Sampler (2004)
 
01. X.T.C. Riders (4:00)
02. Sister Sadie (4:03)
03. Red Room Of The Rising Sun (4:03)

Crazy (2009)
 
01. Crazy (Radio Edit) (4:13)
02. Crazy (Full Album Version) (5:10)


Senha dos Arquivos: muro

Password Files: muro

E-mail de contato para links quebrados ou outros problemas: murodoclassicrock@gmail.com

Antes de comentar leia as regras que estão próximas do formulário, comentários desrespeitando as mesmas, não serão publicados e nem atendidos.

17 comentários :

  1. Excelente postagem (coisa comum em se tratando do MURO), o WASP é d'aquelas bandas q se ama ou odeia.Obrigado.

    ResponderExcluir
  2. Baixei o de 1984. Eu ouvia quando era molequim. Acho que foi o primeiro disco de heavy metal que tive. Então, tou pegando aqui, pra dar uma viajada na máquina do tempo. Valeu.

    ResponderExcluir
  3. valeu pelo WASP essa banda é sensacional!!!

    ResponderExcluir
  4. O vocal de BLACKIE LAWLESS é inconfundível,um dos malhores na ninha opinião, recomendo, baixar a discografia completa. Tenho o DVD "THE STING" já assisti umas 10 vezes, um dos melhores shows heavy metal que já vi.
    Parabpens pelo blog ALEX. O melhor do classic rock com certeza está aqui!!!

    ResponderExcluir
  5. Muito obrigado por está incrivel banda ^^ este blog é incrivel achei quase todas discografias que eu queria e ainda tenho muito oq baixar realmente valeu nota 10 que o muro nunca acabe!

    ResponderExcluir
  6. Brother esse album do W.A.S.P The Crimson Idol é muito conceitual e muito bom! Essa album era pra ser solo de Blackie Lawless mais acabou sendo mais clássico do W.A.S.P VALE APENAS CURTIR!

    ResponderExcluir
  7. Aqui não tem leveza nem moleza não, é puro peso! Blackie Lawless tem Heavy Metal até no DNA. Valeu por mais essa Alex.

    Edson - BH

    ResponderExcluir
  8. cara, você está de parabéns pelo trabalho. É, de longe, o melhor blog de rock que eu conheço!!!

    ResponderExcluir
  9. Novamente parabéns pelo excelente e perfeito trabalho.

    ResponderExcluir
  10. Mila Moreira18/03/2015 21:19

    Minha terceira favorita :D valeeeeeeeeeeeeu

    ResponderExcluir
  11. Una de las mejores bandas de rock duro de todos los tiempos, uno de mis discos favoritos es Kill Fuck Die (1999) bastante progresivo muy diferente a lo que estaban haciendo me facina, gracias gran blog
    MURO DO ROCK RULES!!!

    ResponderExcluir
  12. Valeu pelo Post.. Essa banda é incrível e vocal fenomenal... Alguns albuns eu não tinha... Muito obrigado à Equipe Muro. ...

    ResponderExcluir
  13. COMO SEMPRE O MELHOR SITE,E ESTE ULTIMO ALBUM ESTA MUITO BOM GOLGOTHA

    ResponderExcluir
  14. Parabéns pela qualidade das Postagens do Blog. Você realiza um excelente trabalho para a Nação do Rock. Quanto ao WASP pra mim ao Lado do Iron as duas melhores Bandas de Metal do Mundo. E o Golgotha (ultimo álbum ) trouxe o WASP as suas origens. Tá muito legal.

    ResponderExcluir
  15. Tinha uns albuns do wasp com o mp3 danificado, e pensei "bem que a proxima atualização podia ser wasp" quando eu puder vou colaborar com o blog e a loja, cada camisa linda com albuns pouco conhecidos no Brasil, parabéns..

    Gabriel Soares

    ResponderExcluir
  16. Taí uma banda que não deixou a peteca cair ! Do primeiro ao último disco, só metal de 1ª qualidade. Mais uma vez obrigado ao muro por essa jóia do rock 'n roll !

    ResponderExcluir

Todos comentários aparecem após a aprovação, portanto aguarde a moderação do seu comentário sem precisar repeti - ló várias vezes.

Perguntas, avisos ou problemas no blog, serão atendidos somente através do e-mail: murodoclassicrock@gmail.com

Quem insistir em escrever nos comentários será ignorado e o problema não será corrigido.

Por vários motivos esse Blog não atende pedidos de discografias, e-mails ignorando este aviso serão marcados como Spam.

Links alheios não serão permitidos.

Respeite os gostos e opiniões alheias, críticas, ofensas e discussões com palavras de baixo calão não serão permitidas.